sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O pássaro...


Um pássaro sublime adentrou voando pela minha janela.
Antes ele só sobrevoava por perto com suas asas de cores multicoloridas e prateadas, mas hoje ele veio enfeitar o meu quintal e os meus jardins.

Foi-se ao entardecer. Foi uma longa e triste noite imaginando não mais o ver.
Pela manhã ele retorna e volta a alegrar o ambiente com suas belas asas e vôos graciosos.
O fim de tarde se aproxima e, temendo sua partida, aprisiono-o em uma gaiola para que minhas noites se juntem a alegria de meus dias em sua presença.

Dias se tornam semanas, semanas de saciável felicidade para mim.
As semanas se tornam meses, meses de angustia ao fundo de uma gaiola apertada para o pássaro.
Eu pergunto:
- Por que está triste? Suas asas estão murchas como flores sem vida e suas cores desbotam. Não me tornei um bom dono para ti? Não te dei eu abrigo e o melhor alimento?
O pássaro diz:
-Não sou um pássaro comum. Eu sou o amor! Não possuo dono e nem endereço! Minhas belas cores e o vigor de minhas asas caminham juntamente com minha liberdade.
Eu digo:
- Mas voaste até mim! Vieste ao meu encontro entrando por minha janela e enchendo meus jardins de alegria.
O pássaro:
- Estavam tristes e opacos os teus belos jardins. Vim para trazer cores e alegrias às tuas flores, à tua vida. Não pertenço a ti e nem você a mim.
Eu:
- Tenho medo de te soltar e nunca mais te ver.
O pássaro:
- Se me aprisionas, impede-me de realizar meu ofício... Impede de espalhar-me em outras pessoas e em ti. Preciso estar livre. Liberte-me e verás que retornarei para ti.


Libertei-o e ele voou alto, bem alto colorindo as janelas e sacadas que estavam grises.
Fiquei dias sem vê-lo e isso elevava minha inquietação, mas estava feliz por deixá-lo livre para voar.
Em uma manhã nublada, onde tudo parece ser um pouco mais down, eu caminhava pela calçada concentrado em minha distração. Esbarrei em uma linda mulher e disse:
-Oi! Desculpe-me, estava um pouco distraído.
Ela:
- Não precisa se desculpar. Já reparou que o amor acontece em um simples momento de distração?
Olhei-a fixamente e em seguida olhei para o alto e vi que o pássaro que havia adentrado por minha janela sobrevoava por sobre nossas cabeças. Eu sorri e ela disse:
- Este pássaro lindo um dia entrou pela minha janela.
Eu:
- Pela minha também.
Olhamo-nos e o amor aconteceu.


Um ótimo e amoroso final de semana pra todos vocês.

Um beijo enorme.

23 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ounnnnnnn q bunitinhu!

    Ah,eu n gosto de dias nublados.Me da um tristeza,uma angústia...
    Correr?E a preguiça?O q eu faço com ela?rs To querendo fazer natação(eu amo,mais vou ver se o médico me libera pq acabei de fazer um parto cesariano(1 mês)).Mais eu sou mooooooorta de preguiça e acho massa quem tem ânimo.rs
    Bom fim de semana p vc tbm

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo! Concordo qdo vc diz que o amor acontece em um simples momento de distração. Como escreveu o grande Caio Fernando Abreu, "É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado".

    E amei o "anjo de cabelos fumegantes". Ganhei o dia!

    Tenha um lindo final de semana, cheio de distrações... rsrsrs!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo, texto primoroso. As vezes nos esquecemos que o amor é algo que não podemos aprisionar. Ele pode ser nosso e nunca o é.
    Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  5. pode procurar esse filme do Querô é mto bom...legal que vc pego o meu banner...o filme desejo de matar é bom mesmo meu pai é fã do chales bronson

    bjosss

    ResponderExcluir
  6. Caraca mano, que texto show de bola!
    As coisas boas sempre acontecem por acaso, quanto se é muito planeja, as expectativas diminuem...
    Muito bom! Muito bom mesmo!
    Muito obrigado pela visita ao Muleque Doido Vagner! Espe, peço e imploro que volte sempre!!!

    Grande abraço, sucesso para você!

    ResponderExcluir
  7. Vagner!

    Esse dia do samba foi uma loucura. Ela me olhando e as coisas acontecendo. De momentos assim que a escrita se alimenta.

    Que texto singelo esse seu. O amor sempre nos acha, basta deixá-lo livre pra espalhar o que há de bom no que ele emana!

    até mais.

    Jota Cê

    ResponderExcluir
  8. "O segredo é não correr atrás das borboletas…
    É cuidar do jardim para que elas venham até você."

    Pra variar, outra frase que adoro do Mario Quintana.

    beijossss

    ResponderExcluir
  9. Oi amigo,
    suas palavras são afagos pra uma alma tão cansada e desiludida como anda a minha.

    Ah, obrigada pela sua visita e sua preocupação. Tem sido dias de muito trabalho e pouco tempo. Mas, estou de volta. Obrigada por seu carinho.

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Voltei pra dizer que tem selinho pra você lá no meu blog!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. snifs
    ninguém posta nada de novo chuifs

    e já é domingo!! SNIFS

    ResponderExcluir
  12. Que lindo isso,amei!
    Um domingo cheio de amor pra você
    bj

    ResponderExcluir
  13. lindo, lindo e lindo esse texto. O amor é tão bom, tão calmo, tão amigo, e graças ao amor, já estou em casa. A torcida foi grande e venci mais esta batalha. Abraços de passaros para vc!

    ResponderExcluir
  14. O amor se manifesta de várias maneiras.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  15. queridinho
    tem um selinho pra vc no meu blog!!
    espero que goste.

    beijos

    ResponderExcluir
  16. Ai, ai, fico besta como vc tem talento pra escrever!!!Quem me dera ter so um pouquinho rsrsrss.Adorei como sempre, beijocas boa semana!Ce leu meu email?

    ResponderExcluir
  17. Ai, que lindo...
    Veio de encontro ao meu dia de hoje, com jardins bem floridos!!!!!
    Boa semana pra você,
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Vim retribui o grande carinho.
    É sempre bom termos os amigos bem pertinho da gente.
    Muito obrigada.
    Com carinho
    sandra

    ResponderExcluir
  19. Lindo texto Vagner....
    Olha, inclui no meu blog uma escritora da Mundo Cristão... tem o nome do livro dela...depois visita e deixa recado lá... teus textos precisam ser apreciados por esse tipo de gente... quem sabe não rola algo mais, poeta?
    Abç!

    E outra: Vai pro Twitter!!!

    ResponderExcluir
  20. Obrigada por ter colocado o meu banner no teu blog. Eu coloquei o teu no meu também.

    ResponderExcluir
  21. É quando libertamos que aprendemos o sentido de amar.
    Quando libertamos mesmo, sem medo de perder. Se é amor não há perda... Mesmo que não dure, ainda não se perde... Só ensina


    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Que texto lindo e singelo Vagner, amei!
    O amor é tão sublime e nunca em hipótese alguma pode ser aprisionado, senão ele agoniza e morre...
    Beijos no coração querido...

    ResponderExcluir

Deixe um pouco de você aqui.